quarta-feira, 9 de maio de 2012

Hoje, acordamos com a notícia da greve dos rodoviários de Belém. Ficamos logo na expectativa de saber algo mais, então ligo a televisão e no telejornal matutino, o presidente do sindicato teve mais ou menos 6 minutos para explicar o motivo de estarem fazendo greve. Fiquei indignado, não pela falta de ônibus ou por ser contra a greve. Não sou contra nenhuma greve, minha indignação parte da lembrança da recente greve de professores no Estado e TODOS os noticiários não darem um espaço de debate. O ataque vem de todos os lados: colocam o Secretário de Educação pra falar, os alunos, os pais de alunos e o professor é mostrado em passeata e em NENHUM momento uma pessoa do sindicato dos professores é chamada a dar um esclarecimento à sociedade.


Pelo contrário, há toda uma campanha para dizer que os professores ganham bem e reclamam sem motivo. Outro dia também tivemos uma paralisação dos médicos da Santa Casa e no outro dia TODAS as reivindicações da categoria foram atendidas. Ou seja, a greve dos professores é sempre muito pouco debatida, nossa classe não é ouvida e ainda há um linchamento por parte da imprensa e da sociedade. Sei que se as coisas não melhorarem, teremos mais uma greve no Estado e desta vez espero que possamos esclarecer melhor assim como outras categorias o fazem nos meios de comunicação.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Chegamos a 100 Seguidores

Com alegria, compartilho mais um número significativo pra mim, chegamos ao número de 100 pessoas que compartilham nosso blog! Muito grato a todos, o nosso grupo de professores blogueiros, os artistas amigos, colegas, parceiros em especial o Prof. Adnalzir que sempre participa de forma estonteante! Felicidades! Me resta homenagear essas pessoas, mudando o layout de forma a mostrá-las bem de perto! Quem sabe o proximo rosto seja o seu...

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Design Ativista homenageia Professores



Hoje minha dica é o Blog Design Ativista de nosso amigo Fábio Bastos, com uma ideia simples e inovadora: disponibilizar de graça Design Gráficos reflexivos, educativos, ativistas. 


O mais recente é um em homenagem aos mestres, professores, que compartilho com vocês e digo assim: vale muito conhecer o trabalho do Fábio que também transforma visual, micro contos, poesias, hai kais de forma brilhante. 


A ideia do blog é, segundo Fábio, "disponibilizar sinalizações, cartazes e outras peças em PDF que podem ser enviadas por designers do mundo todo para concientizar as pessoas sobre algo que seja relevante para a sociedade, ou ainda mensagens criativas para sinalizações comuns e quem quiser imprime e coloca onde quiser!"
Vida Longa ao Design Ativista!
http://designativista.com/

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Possibilidades e Estratégias no ensino de música para Surdos do Instituto Felipe Smaldone em Belém

A Música pode ser definida de diversas formas, sendo simultaneamente arte e ciência, estando presente nas mais diversas épocas, culturas, idades, regiões e classes sociais. A música vem acompanhando o desenvolvimento humano no decorrer dos séculos, sendo considerada a manifestação artística mais presente no nosso cotidiano. Cabe uma pergunta: se é um conhecimento tão presente em nosso dia-a-dia, por que não disponibilizar este conteúdo também para alunos com surdez e DA?

A aprendizagem musical é de suma importância para o desenvolvimento do indivíduo, pois estudos e pesquisas comprovam que o estudo da música, além de contribuir na formação de valores pessoais, desenvolve o lado cognitivo, psicomotor, emocional e afetivo, além de ter um forte papel social, ajudando a integrar os membros de um grupo. Sendo assim, percebemos a importância de oportunizar a prática musical.

A música colabora com o controle emocional e auxilia a área da saúde, como recurso terapêutico. Tem forte papel social, ajudando a integrar os membros de um grupo. Contribui para que os alunos aprendam a atuar com o próprio corpo, a afinar-se em relação a si mesmos e ao outro. A música “talvez” não faça chover, mas auxilia a aprender a ser, a conviver, a fazer e a conhecer.

Compartilho então com vocês minha esperança de ver frutos deste trabalho no Instituto Felipe Smaldone onde trabalho com educação musical. O encanto do trabalho está no desafio onde o objetivo principal é trabalhar o bem-estar dessas crianças e jovens atendidos no IFS, o foco do trabalho não é o resultado, embora saibamos que o artista quer mostrar seu trabalho. O que procuro valorizar é o processo que é muito lúdico, como sempre deve ser o trabalho com crianças.

Objetivos

Objetivo Geral:

Estimular a musicalidade nos alunos do Instituto Felippo Smaldone através de vivências com instrumentos musicais, elementos da escrita musical, facilitando o processo de criação e execução de músicas.

Objetivos Específicos:

Trabalhar a música desde a sensibilização musical através de simples exercícios rítmicos até a leitura de partitura;

Desenvolver grupos musicais com instrumentos de percussão, flauta doce, violão e instrumentos de teclas, onde os alunos possam exercitar o aprendizado.

Proporcionar um ambiente de criatividade.

Confeccionar instrumentos musicais.

Fornecer informações sobre os elementos básicos presentes em uma partitura musical.

Conteúdo

Células rítmicas simples – práticas percussivas

Conhecendo as notas – Iniciação ao teclado

Iniciação ao violão – cifragem

Iniciação à Flauta Doce

Propriedade do SOM

Notação Musical

Prática em Grupo

Metodologia de Ensino do Conteúdo

Céluals rítmicas simples – práticas percussivas

Repassadas sempre do mesmo modo: o professor mostra célula rítmica, tocando, usando tambor e o maracá. Em seguida, distribuem-se aos alunos as maracas, que neste estágio funciona como respostas, ou seja, o tambor faz uma pergunta e em seguida há uma resposta dada pelos alunos.

Após este processo, cada aluno terá a oportunidade de usar o tambor, fazendo a pergunta. Todas as células rítmicas são expostas no quadro para que aos poucos, o aluno tenha contato com as figuras musicais. Além do tambor e maracás utilizamos outros instrumentos rítmicos.

Conhecendo as notas – Iniciação ao teclado

O professor ensina em LIBRAS os nomes das notas usando uma escaleta, numerada. Ou seja, o número 1 é dó, 2 é ré, 3 é mi etc. além da linguagem de sinais, o aluno também FALA o nome da nota. Em seguida o aluno vai até o teclado tocar as notas, trabalhando principalmente a digitação.

Ao final da aula fazemos uma avaliação de como o aluno absorveu o conteúdo, além da verbalização do fonema com o nome da nota.

Iniciação ao violão – cifragem

Primeiramente o professor faz uma exposição do violão, o número de cordas, o número dos dedos, como pegar o violão, como tocas nas cordas etc. em seguida, o professor ensinará acordes simples e suas respectivas passagens: MI menor para LA Maior; MI Maior para LA menor; LA para RÉ etc. Aproveitamos este momento para explicar que cada acorde tem, não só uma cifra, mas também um símbolo universal, usado em todos os países e serve também para uma melhor visualização, já que trabalhamos com alunpos surdos.

Iniciação à Flauta Doce

Primeiramente ensinamos ao aluno surdo a controlar e regular o sopro. Só depois da consciência adquirida, é que ensinamos as notas da mão esquerda: SOL, LA, SI, DÓ e RÉ. Começamos a repassar as posições de modo gradativo desde as posições mais fáceis até as mais difíceis.

Propriedade do SOM

Inicialmente são mostrados dois desenhos aos alunos: num temos um círculo grande com a palavra FORTE; noutro um círculo pequeno com a palavra FRACO. O professor demonstra para os alunos tocando no tambor, a diferença entre forte e fraco. Os alunos são convidados a brincar tocando de acordo com o cartaz mostrado pelo professor, também de modo gradativo, as mudanças rápidas. Depois os alunos fazem esta brincadeira entre si.

Depois da mesma forma, são mostrados aos alunos mais dois desenhos: um com uma tira grande escrito LONGO e outro com uma tira pequena escrito CURTO. Do mesmo modo os alunos são convidados a fazer a brincadeira e logo, faremos associações entre FORTE e LONGO; CURTO e FRACO; FRACO e LONGO; CURTO e FORTE.

Notação Musical

Depois que os alunos aprendem os nomes das notas, tanto em LIBRAS quanto oralmente, repassamos a notação na pauta musical, conhecida também como pentagrama. Por meio de aula expositiva, são repassados conhecimentos quanto à leitura musical como, por exemplo: claves de SOL e FA; figuras de ritmos, figuras de pausa etc.

Através de exercícios, fortalecemos o aprendizado sobre os elementos básicos de uma partitura musical. A partir daí, os alunos estarão aptos a executar ritmos e melodias escritos em uma partitura. É um trabalho difícil, um desafio, mas gratificante.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Educação, Cultura e Arte


Em sua terceira edição, o Rumos Educação, Cultura e Arte busca apoiar a formação de profissionais que desenvolvem, em todo o país, propostas diferenciadas nos campos da cultura e da arte por meio da educação não formal.

Pretende-se, assim, contribuir para a continuidade e o aperfeiçoamento das ações existentes e para a criação de outras práticas de convergência entre cultura, arte e educação.


Participação

A inscrição, gratuita e individual, é destinada a educadores, arte-educadores, educadores sociais, artistas, artistas-formadores, mestres, mediadores e agentes culturais. Esses profissionais podem ter formação diversificada, inclusive autodidata e não escolar ou acadêmica. É necessário que sejam brasileiros ou naturalizados e maiores de 18 anos ou emancipados. Devem estar atuando no Brasil e desenvolver ações fundamentadas em propostas culturais e artísticas com grupos informais, associações, cooperativas, instituições culturais ou organizações sociais. Não há necessidade de comprovar qualquer tipo de vínculo empregatício, apenas atestar que a experiência aconteceu junto a algum grupo social, comunidade ou instituição.

Para se inscrever, o candidato deve enviar um relato da experiência (por escrito, em áudio ou vídeo), de acordo com os seguintes critérios:

- As experiências devem caracterizar-se como ações de educação não formal (fora do contexto escolar), tendo como bases a arte e a cultura
- Poderá ser apresentada apenas uma experiência por inscrição, por um único profissional
- Poderá ser apresentada mais de uma experiência desenvolvida pelo mesmo grupo informal, desde que distintas e relatadas por profissionais diferentes
- A experiência deve ter tido início em data anterior a março de 2010 e estar em andamento até, pelo menos, 30 de junho de 2011

Premiação

Serão contemplados até 15 profissionais, que terão como prêmio:

- De duas a três viagens coletivas formadoras (com período máximo de dez dias cada uma) a localidades no Brasil a ser determinadas pelo Itaú Cultural, que permitirão ao profissional conhecer outros colegas e experiências no campo da arte, da cultura e da educação
- Uma viagem de livre escolha ou proposta de residência em território nacional (pelo período máximo de sete dias), cuja programação será concebida em parceria com a equipe do Itaú Cultural. O objetivo é garantir o relacionamento com pessoas e o aprofundamento de temas e interesses específicos de cada profissional selecionado
- A difusão de suas experiências em publicações impressas e/ou virtuais editadas pelo Itaú Cultural
- O valor de 10 mil reais
- Um kit com publicações e produtos audiovisuais do Itaú Cultural

Inscrição
De 23 de fevereiro a 30 de junho de 2011.

Acesse o edital e inscreva-se.

Dúvidas: rumoseducacao@itaucultural.org.br.

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Biblioteca Mundial: Presente para a Humanidade


Amigos trago para este espaço e penso que é dever de todos divulgar, o sítio www.wdl.org reúne mapas, textos, fotos, gravações e filmes de todos os tempos e explica em sete idiomas as jóias e relíquias culturais de todas as bibliotecas do planeta.


Tem, sobretudo, caráter patrimonial" , antecipou em LA NACION Abdelaziz Abid, coordenador do projecto impulsionado pela UNESCO e outras 32 instituições. A BDM não oferecerá documentos correntes, a não ser "com valor de patrimônio, que permitirão apreciar e conhecer melhor as culturas do mundo em idiomas diferentes:árabe, chinês, inglês, francês, russo, espanhol e português. Mas há documentos em linha em mais de 50 idiomas".

Entre os documentos mais antigos há alguns códices precolombianos, graças à contribuição do México, e os primeiros mapas da América, desenhados por Diego Gutiérrez para o rei de Espanha em 1562", explicou Abid.

Os tesouros incluem o Hyakumanto darani , um documento em japonês publicado no ano 764 e considerado o primeiro texto impresso da história; um relato dos azetecas que constitui a primeira menção do Menino Jesus no
Novo Mundo; trabalhos de cientistas árabes desvelando o mistério da álgebra; ossos utilizados como oráculos e esteiras chinesas; a Bíblia de Gutenberg; antigas fotos latino-americanas da Biblioteca Nacional do Brasil e a célebre Bíblia do Diabo, do século XIII, da Biblioteca Nacional da Suécia.

Fácil de navegar:

Cada jóia da cultura universal aparece acompanhada de uma breve explicação do seu conteúdo e seu significado. Os documentos foram passados por scanners e incorporados no seu idioma original, mas as explicações aparecem em sete línguas, entre elas O PORTUGUÊS. A biblioteca começa com 1200 documentos, mas foi pensada para receber um número ilimitado de textos, gravados, mapas, fotografias e ilustrações.

Como se acede ao sítio global?

Embora seja apresentado oficialmente na sede da UNESCO, em Paris, a Biblioteca Digital Mundial já está disponível na Internet, através do sítio:
www.wdl.org

O acesso é gratuito e os usuários podem ingressar directamente pela Web , sem necessidade de se registrarem.

Permite ao internauta orientar a sua busca por épocas, zonas geográficas, tipo de documento e instituição. O sistema propõe as explicações em sete idiomas (árabe, chinês, inglês, francês, russo, espanhol e português), embora os originas existam na sua língua original.

Desse modo, é possível, por exemplo, estudar em detalhe o Evangelho de São Mateus traduzido em aleutiano pelo missionário russo Ioann Veniamiov, em 1840. Com um simples clique, podem-se passar as páginas um livro, aproximar ou afastar os textos e movê-los em todos os sentidos.

A excelente definição das imagens permite uma leitura cômoda e minuciosa. Entre as jóias que contem no momento a BDM está a Declaração de Independência dos Estados Unidos, assim como as Constituições de numerosos países; um texto japonês do século XVI considerado a primeira impressão da história; o jornal de um estudioso veneziano que acompanhou Fernão de Magalhães na sua viagem ao redor do mundo; o original das "Fábulas" de La Fontaine, o primeiro livro publicado nas Filipinas em espanhol e tagalog, a Bíblia de Gutemberg, e umas pinturas rupestres africanas que datam de 8.000 A.C. Duas regiões do mundo estão particularmente bem representadas: América Latina e Médio Oriente.

Isso deve-se à activa participação da Biblioteca Nacional do Brasil, à biblioteca de Alexandria no Egipto e à Universidade Rei Abdulá da Arábia Saudita. A estrutura da BDM foi decalcada do projecto de digitalização da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos, que começou em 1991 e atualmente contém 11 milhões de documentos em linha.

Os seus responsáveis afirmam que a BDM está sobretudo destinada a investigadores, professores e alunos. Mas a importância que reveste esse sítio vai muito além da incitação ao estudo das novas gerações que vivem num mundo audio-visual.

"Sou um só, mas ainda assim sou um. Não posso fazer tudo, mas posso fazer alguma coisa. E, por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso"

Edward Everett Hale

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Escola Virtual da Fundação Bradesco

As boas iniciativas sempre merecem atenção e respeito, mesmo sendo um banco que tem meios de divulgar amplamente seus programas, também fiz questão de auxiliar na divulgação deste, especialmente pela atenção aos profissionais de educação além de outros "canais-espaços" bem idealizados como por exemplo que indico para os freqüentadores do Ideias em Arte-Educação:

A Escol@ Virtual é um portal de e-Learning dedicado a oferecer cursos a distância - via Internet e semipresenciais. Está à disposição de alunos e ex-alunos, educadores e colaboradores da Fundação Bradesco, além de pessoas da comunidade e desempregados que queiram obter uma nova especialização ou requalificação para o mercado de trabalho.
A Escol@ Virtual é considerada a 41ª Escola da Fundação Bradesco, pois amplia o projeto pedagógico da Instituição para além das fronteiras das suas 40 unidades escolares.

Acessando link abaixo você verá os seguintes espaços e modalidades de curso: On-Line, semi-presencial, espaço infantil, feito à mão em parceria com o canal futura e um de formação de profissionais que é onde se enquadra a área de educação com cursos como Ambiência de Leitura
Formação de Orientadores Pedagógico-Educacionais, Funções com Winplot, Geometria com Geometricks, Gestão de Secretaria Escolar (GSEC) e Gestão para o Sucesso Escolar (GSE).

Vale um click aqui

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Flor do Grão-Pará

Flor do Grão-Pará é uma música do Chico Sena que é como se fosse um hino a cidade de Belém que hoje inteira mais um ano, 395, rumo aos 400. Caramba, muita coisa precisa melhorar, Belém tá suja, muito lixo nas ruas e praças, além das poluições visual e sonora, que imperam na cidade.
Ainda assim, Belém é uma das cidades mais aconchegantes do Brasil, tem uma atmosfera mágica que paira, um semblante imagético de sentir. Então, voltando ao Chico Sena... deixou-nos uma pérola para ouvirmos todo 12 de janeiro, aqui na voz do Walter Bandeira, ambos se foram, partiram, mas estão entre nós, no Ver-O-Peso, no bar do parque, na praça da República, subindo a Presidente Vargas... viva eles, viva Belém do Pará!




Abaixo, podemos ouvir a música com seu criador, vale a pena:

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

A Arte de Ouvir


Certa vez fiquei responsável de fazer uma dinâmica com os colegas de trabalho. Na época achei apropriado a leitura de um texto reservando um espaço para uma breve bate-papo, bem informal. beleza, aconteceu como planejado, porém durante a leitura do texto me surpreendi quando vi algumas pessoas chorando... caramba - pensei eu - o texto mexeu com as pessoas, mexeu comigo também à primeira vez que o li. Na conclusão da vivência com os colegas pedi para eles fecharem os olhos e toquei no clarinete "Meditação" do Tom Jobim, que recomendo ouvirem depois da leitura. Então como agora estamos concluindo um ciclo e começando outro, nada melhor que uma reflexão, uma meditação. Então ouçam Rubem Alves:


A Arte de Ouvir

De todos os sentidos, o mais importante para a aprendizagem do amor, do viver juntos e da cidadania é a audição. Disse o escritor sagrado: “No princípio era o Verbo”. Eu acrescento: “Antes do Verbo era o silêncio.” É do silêncio que nasce o ouvir. Só posso ouvir a palavra se meus ruídos interiores forem silenciados. Só posso ouvir a verdade do outro se eu parar de tagarelar. Quem fala muito não ouve. Sabem disso os poetas, esses seres de fala mínima. Eles falam, sim. Para ouvir as vozes do silêncio. Veja esse poema de Fernando Pessoa, dirigido a um poeta: “Cessa o teu canto! Cessa, que, enquanto o ouvi, ouvia uma outra voz como que vindo nos interstícios do brando encanto com que o teu canto vinha até nós. Ouvi-te e ouvia-a no mesmo tempo e diferentes, juntas a cantar. E a melodia que não havia se agora a lembro, faz-me chorar...” A magia do poema não está nas palavras do poeta. Está nos interstícios silenciosos que há entre as suas palavras. É nesse silêncio que se ouve a melodia que não havia. Aí a magia acontece: a melodia me faz chorar.

Não nos sentimos em casa no silêncio. Quando a conversa para por não haver o que dizer tratamos logo de falar qualquer coisa, para por um fim no silêncio. Vez por outra tenho vontade de escrever um ensaio sobre a psicologia dos elevadores. Ali estamos, nós dois, fechados naquele cubículo. Um diante do outro. Olhamos nos olhos um do outro? Ou olhamos para o chão? Nada temos a falar. Esse silêncio, é como se fosse uma ofensa. Aí falamos sobre o tempo. Mas nós dois bem sabemos que se trata de uma farsa para encher o tempo até que o elevador pare.

Os orientais entendem melhor do que nós. Se não me engano o nome do filme é “Aconteceu em Tóquio”. Duas velhinhas se visitavam. Por horas ficavam juntas, sem dizer uma única palavra. Nada diziam porque no seu silêncio morava um mundo. Faziam silêncio não por não ter nada a dizer, mas porque o que tinham a dizer não cabia em palavras. A filosofia ocidental é obcecada pela questão do Ser. A filosofia oriental, pela questão do Vazio, do Nada. É no Vazio da jarra que se colocam flores.

O aprendizado do ouvir não se encontra em nossos currículos. A prática educativa tradicional se inicia com a palavra do professor. A menininha, Andréa, voltava do seu primeiro dia na creche. “Como é a professora?”, sua mãe lhe perguntou. Ao que ela respondeu: “Ela grita...” Não bastava que a professora falasse. Ela gritava. Não me lembro de que minha primeira professora, Da. Clotilde, tivesse jamais gritado. Mas me lembro dos gritos esganiçados que vinham da sala ao lado. Um único grito enche o espaço de medo. Na escola a violência começa com estupros verbais.

Milan Kundera conta a estória de Tamina, uma garçonete. “Todo mundo gosta de Tamina. Porque ela sabe ouvir o que lhe contam. Mas será que ela ouve mesmo? Não sei... O que conta é que ela não interrompe a fala. Vocês sabem o que acontece quando duas pessoas falam. Uma fala e outra lhe corta a palavra: ‘é exatamente como eu, eu...’ e começa a falar de si até que a primeira consiga por sua vez cortar: ‘é exatamente como eu, eu...’Essa frase ‘é exatamente como eu...’ parece ser uma maneira de continuar a reflexão do outro, mas é um engodo. É uma revolta brutal contra uma violência brutal: um esforço para libertar o nosso ouvido da escravidão e ocupar à força o ouvido do adversário. Pois toda a vida do homem entre os seus semelhantes nada mais é do que um combate para se apossar do ouvido do outro...”

Será que era isso que acontecia na escola tradicional? O professor se apossando do ouvido do aluno ( pois não é essa a sua missão?), penetrando-o com a sua fala fálica e estuprando-o com a força da autoridade e a ameaça de castigos, sem se dar conta de que no ouvido silencioso do aluno há uma melodia que se toca. Talvez seja essa a razão porque há tantos cursos de oratória, procurados por políticos e executivos, mas não haja cursos de escutarória. Todo mundo quer falar. Ninguém quer ouvir.

Todo mundo quer ser escutado. (Como não há quem os escute, os adultos procuram um psicanalista, profissional pago do escutar.) Toda criança também quer ser escutada. Encontrei, na revista pedagógica italiana “Cem Mondialità” a sugestão de que, antes de se iniciarem as atividades de ensino e aprendizagem, os professores se dedicassem por semanas, talvez meses, a simplesmente ouvir as crianças. No silêncio das crianças há um programa de vida: sonhos. É dos sonhos que nasce a inteligência. A inteligência é a ferramenta que o corpo usa para transformar os seus sonhos em realidade. É preciso escutar as crianças para que a sua inteligência desabroche.

Sugiro então aos professores que, ao lado da sua justa preocupação com o falar claro, tenham também uma justa preocupação com o escutar claro. Amamos não é a pessoa que fala bonito. É a pessoa que escuta bonito. A escuta bonita é um bom colo para uma criança se assentar...

Rubem Alves


Meditem e comentem...

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Dica de navegação: Guiart

Amigos estou inaugurando mais um canal, o "dica de navegação" que é bem simples: divulgar espaços na internet que são muito bons. Por vezes nos faltam opções de navegação e pá, nos deparamos com sites e blogs muito legais. Começo minha jornada com este canal indicando um site que considero além de utilidade pública, uma idéia genial: O Guiart, um guia de programação cultural de Belém. Visitando o site, percebemos quão é movimentada nossa cidade, quão movimentado é o site que disponibiliza também a agenda de outras cidades, além de editais de cultura; e uma das coisas mais interessantes do site, talvez seu maior diferencial: poder se cadastrar de forma simples e receber por e-mail a programação bem detalhada e com várias opção de lazer, diversão e arte, enfim, melhor do que falar do Guiart é visitar e conhecer o Guiart, clicando aqui.

Como aqui minha intenção é sempre interagir com vocês que sempre aparecem por aqui, divulguem também suas dicas de navegação, mandando um comentário ou por contato que divulgo. Também se quiserem sugerir mais canais... o espaço é nosso.

Guiart é nosso parceiro, se você quiser também conhecer nossa política de parceria clique aqui.

domingo, 31 de outubro de 2010

Hora de respirar

Chega de esquisitice! Durante o processo eletivo de mais deputados, mais senadores, governador e presidente, cansamos. cansamos das pesquisas; da mídia em cima; cansamos da falta de propostas para a educação; cansamos das acusações excessivas; cansamos.

Que bom que hoje acaba mesmo, só daqui à dois anos. Que bom. Agora é hora de fazermos uma profunda reflexão. Eu faço a minha: se fosse Marina Silva contra Serra ou Dilma, as discussões seriam outras. Francamente, candidatos, francamente, tenham um pouco mais de respeito conosco!

Nós raciocinamos, o Brasil começa a pensar melhor nas suas escolhas.

Aproveitemos, é hora de respirar!


segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Curso/Prêmio Aprendizagem Baseada em Projetos

Amigos estou compartilhando uma dica legal:
Professor, você já pensou na oportunidade de compartilhar aquele Projeto que você criou e ainda ganhar um notebook?
Pois então saiba que esta oportunidade chegou.

A Intel está lançando uma nova série de cursos na web para auxiliar professores a desenvolver melhor a aprendizagem dos seus alunos com o auxílio de projetos tecnologias. O primeiro curso desta série de cursos é o “Aprendizagem Baseada em Projetos”. O curso tem carga horária de 40hs para os educadores que realizarem o curso e elaborarem o Plano de Ação proposto, que precisa ser publicado ao final do curso.

Neste curso é possível explorar características e benefícios da Aprendizagem por meio de Projetos usando cenários de sala de aula reais. Dentre os assuntos abordados nos módulos destacamos:

Visão geral de projetos,
Concepção de projetos,
Avaliação,
Planejamento de projeto,
Orientação de aprendizagem.
O curso oferece oportunidades de aplicar os conceitos adquiridos em Planos de Ação reais.

O Instituto Paramitas está oferecendo este curso gratuitamente.

MATRICULE-SE agora mesmo!

Saiba quais as VANTAGENS do curso clicando aqui

E aproveite para participar do Fórum de Discussão clicando aqui

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

O Professor e a Política

Vivemos em um país onde a vontade política é quase zero. Digo quase porque ainda existem políticos sérios que realmente abraçam a vida pública por uma força maior, muitas das vezes maior que o próprio político.
De uns tempos pra cá tenho observado com mais clareza o mundo político e desde o início da campanha eleitoral de 2010 percebo que algumas coisas estão mudando. Hoje como é um dia de reflexão para toda classe docente, resolvi escrever um pouco, meio de improviso, da relação da política para a educação.
Nas eleições passadas a candidatura de Cristovão Buarque sinalizava a educação como carro-chefe de sua campanha. Neste ano Marina Silva também sinalizou com mais prudência o debate político em torno das políticas públicas, além de enfatizar o Meio Ambiente e mais uma vez a educação também de forma mais veemente e também a cultura. Muitos de nós votamos em Marina como símbolo de que Dilma e Serra representam algo que começamos a nos cansar. Lembro-me com nitidez que na minha infância, uma professora de Alfabetização, fazia campanha pró-Lula para um monte de crianças. Ou seja, Lula tentou por quatro vezes até conseguir o que queria. Concordo com muitos que dizem que é o melhor presidente de todos os tempos, mas também começo a cansar-me do Lulismo.
A idéia de continuidade exagerada, me cansa, mas José Serra também não representa nada, para mim. Penso que é importante Marina e outros como Cristovão Buarque continuarem tentando, está nascendo uma nova visão de política, temos mais acesso às informações, temos ferramentas melhores para acompanhar e cobrar nossos parlamentares. Temos a Ficha Limpa, que é muito importante. Aqui no Pará conseguimos não eleger Jader Barbalho e Paulo Rocha, a não ser que els consigam no Supremo o que eu acho difícil. Aliás, pudemos ver que no Supremo infelizmente temos algumas peças que estão vendendo voto especialmente nestas leis mais polêmicas, basta assistirmos a TV Justiça para perceber, mesmo que intuitivamente, sem provas, sem nada que há algo de errado ali.
Enfim amigos, penso que tudo isto e mais alguma coisa tem fortes ligações com a Educação e uma felicidade é já podemos vislumbrar com um cenário político melhor, num futuro não muito distante, dias melhores virão.
Feliz dia dos Professores. Salve 15 de Outubro.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

terça-feira, 17 de agosto de 2010

4º Edital Votorantim de Seleção Pública de Projetos de Democratização Cultural

Em parceria com o blog Acesso, o Instituto Votorantim realiza o seu processo de seleção de projetos culturais para patrocínio em 2011.

A 4ª edição do edital de seleção pública terá início no dia 3 de agosto de 2010 e investirá R$ 3 milhões em projetos de todas as áreas culturais – artes visuais, artes cênicas, cinema e vídeo, literatura, música e patrimônio – desde que estejam comprometidos em ampliar e qualificar o acesso de jovens, entre 15 e 29 anos, a bens culturais.

Poderão se inscrever artistas, grupos, produtores e instituições de todas as regiões do país que tenham projetos de até R$ 500 mil com atividades previstas para serem realizadas de janeiro a dezembro de 2011.

A novidade dessa seleção é a categoria especial “Acessibilidade”, que reservará até R$ 1 milhão para projetos com estratégias de inclusão e formação cultural para jovens com deficiência ou mobilidade reduzida. Leia no regulamento do Edital como participar dessa categoria.

Os projetos inscritos serão analisados por uma comissão técnica formada por especialistas da área cultural, que avaliarão o impacto e o benefício do projeto ao público jovem. No processo seletivo serão considerados aspectos como diversidade de porte de projetos e regiões beneficiadas, qualificação dos conteúdos, planejamento, potencial de visibilidade e outros critérios detalhados no regulamento. A decisão final fica a cargo do Conselho do Instituto Votorantim, que examinarão os projetos pré-selecionados pelos especialistas.

A inscrição de projetos é gratuita e poderá ser realizada de 3 de agosto a 1 7 de setembro de 2010,até às 18h00.

Os projetos aprovados precisarão apresentar o número de registro no Pronac (Programa Nacional de Apoio à Cultura) e os dados bancários da conta depósito (aberta pelo Ministério da Cultura) até o dia 16 de dezembro.

O resultado do processo de seleção será anunciado até o dia 11 de novembro deste ano, pelo blog Acesso e pelo site do Instituto Votorantim.

Fonte: Blog Acesso

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Estudante versus Televisão


Hoje, 11 de agosto, assisti o Jornal Hoje, da rede globo e uma coisa me chamou atenção: não vi em nem um momento uma matéria sobre o dia do Estudante, mas lembro-me perfeitamente sobre a matéria sobre o dia da televisão. Realmente o nosso país é o país da piada pronta, como diz o Zé Simão. É no mínimo curioso. Ou será que tem mais coisas por trás disso? A única lógica para tanto, é que em algumas regiões do nosso país o dia do estudante seja comemorado no dia 24 de março. Mas, enfim, coisas do Brasil.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Site para crianças com Deficiência Auditiva

Amigos, em uma lista de professores blogueiros que participo a colega Jenny compartilhou uma dica bem legal: a de um espaço na internet criado especialmente para crianças com deficiência auditiva, os nossos queridos surdos. No site existem jogos onde a criança, sendo surda ou não, desenvolve o vocabulário, e auxilia na aprendizagem do português escrito: verbos, substantivos, pronomes, adjetivos, em duas línguas: LIBRAS e Português. Clicando nas figuras e brincando o usuário aprende o nome das coisas.
Ainda existe também a opção de pintar, com ferramentas bem legais. Vale um click, Aqui.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Ensino de Artes será obrigatório na educação básica

Objetivo é 'promover o desenvolvimento cultural dos alunos'; lei foi publicada na edição desta quarta-feira do DOU 14 de julho de 2010 11h 38

Lula da Silva sancionou lei que obriga o ensino de Artes em todos os níveis da educação básica. A decisão foi publicada na edição desta quarta-feira do Diário Oficial da União.
A Lei 12.287, de 13 de julho de 2010, altera o segundo parágrafo do artigo 26 da Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional.

Pela nova redação, os currículos do ensino fundamental e médio devem conter o "ensino da arte, especialmente em suas expressões regionais". O objetivo, diz o texto, é "promover o desenvolvimento cultural dos alunos".

Lendo na edição eletrônica do Estadão, vi um comentário do Djalma Lima que reproduzo na íntegra pela coerência no observar:

"Mais uma emenda à LDB, sem prever recurso e sem prever estrutura, nem nada.

Creio que isso evidencia que a LDB precisa ser revista!! Nossa lei de base não permitiu que a educação fosse prioridade nesse país. É preciso rever a LDB e a constiuição para colocar educação como prioridade e educar para contruirmos um país, separando o que é conhecimento do assistencialismo que foi impregnado no discurso pedagógico dos últimos anos."

Para ver a matéria, no site do Estadão, clique aqui.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Não há quase nada a dizer. Nosso respeitoso silêncio.

A respeito do músico brasileiro Paulo Moura, prefiro quase nada dizer agora nesta hora.

Apenas dizer que tive o privilégio de vê-lo ao vivo, tocando em Belém e ter batido um papo de 3 minutos, tive a oportunidade de agrdecer por ele ter vindo em nossa cidade e disse que, quando pudesse, que voltasse. Agora agradeço por ele ter vindo e ter passado este tempo (77 anos) conosco. Dizer que ele será imortal em nossas lembranças - alegres lembranças - e dizer que quando der, volte.

Existem coisas inesquecíveis em Paulo Moura: o chapéu, o clarinete transparente BUFFET CRAMPON B12, o negro de olhos azuis, o saxofone também parceiro e especialmente sua gentileza. Que homem gentil. Pra mim é o que fica de mais especial deste homem.

Volte sempre que puder Paulo Moura. Esteja em Paz. Muito grato por tudo. Nosso respeitoso silêncio.

Deixo vocês com Paulo Moura e Yamandú Costa tocando "Remexendo" Radamés Gnatalli.

Para conhecer mais profundamente a obra de Paulo Moura, clique aqui.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Músicas para Viagem

Não importa para onde você vai. Se for pra muito longe ou muito perto, se é indo para o trabalho ou para casa. Se for indo para outra cidade, outro Estado ou Outro país... Não importa se você vai de ônibus, avião ou navio, ou balsa, trem, bicicleta ou a pés. Se você quer viajar e quer uma trilha sonora, eu preparei uma especial para você. É só baixar e curtir. E se você também vai ficar em casa, tenho certeza que ouvindo esta seleção, é inevitável viajar, pois não é redbull, mas te dá asas, asas pra imaginação, asas para viajar. Boa viagem Ao chapéu da viagem



domingo, 4 de julho de 2010

10.000 Visitas!

Grato a todos os leitores e visitantes que contribuiram para esta marca. Este mês de junho tivemos o número de 1.984 e esta média considero muito boa. Mas, sempre estamos querendo melhorar.
Muito Grato, rumo às 20.000 então.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

[Re]Postagem: P. P. Condurú apresenta nova série de desenhos e pinturas

Antes de chegar nesse momento, foram cinco anos “longe” de si próprio, das tintas e traços, numa caçada a 30 anos de arte. Enquanto catalogava as obras, P.P. trabalhou com outras mídias, brincou e criou com outras formas de expressão, como a música, o desenho em três dimensões, a edição de vídeo, o livro, a fotografia, a Internet e suas novas possibilidades e, fissurado por estética e por se comunicar, sentiu vontade de unir tudo aquilo (ZBrush, Encore, Photoshop, Orion, Premiere, In Design...) ao seu “vício visual", como fala da sensação visceral que tem ao bater o olho nas coisas, nas pessoas; a instigação de se sentir possuído por todas as descobertas e a vontade incontrolável de expressar esses sentimentos. Daí, nasceu a mostra “Como entra sai/ Coisa assim, nós na nuca, pirulitos n’água”, que pode ser visitada até 17 de julho na Galeria Elf.

“Desses prazeres, ‘tá surgindo a nova série de desenhos, um desenvolvimento que me leva a pensamentos pessoais sobre Internet, MSN, rapidez, imagens, gratuidade, banalidade, essa fluidez, esse dinamismo do mundo. É uma forma d´eu me comunicar. Então eu escrevo, eu desenho, eu pinto, eu mancho... porque o que eu mais adoro no meu trabalho, desde sempre, é o que não fizeram ainda, o por vir, o estar por fazer, essa perplexidade diante dos acontecimentos, o meu embate técnico de ver uma coisa assim que eu nunca pensei fazer e construir, esteticamente, aquele raciocínio, aquele pensamento, que nem sei o que é, mas imagino que seja isso também. Então, é uma coisa assim... nós na nuca, pirulitos n´água”, conta P.P.

Os desenhos, feitos sobre papel A4 - o tamanho normal de reproduções corriqueiras, acessíveis -, mostram esse encontro espontâneo do artista experiente com o novo; a consciência do desenho com a pesquisa da arte; o interesse por imagens que não dizem muita coisa, mas estão lá na Internet, ninguém sabe pra quê, mas estão lá e interessam ao artista – os “pirulitos n´água”. Pirulitos da banalidade de tudo e que dão “nós na nuca”. Segundo ele, os nós propriamente ditos; os nós das pessoas, “como cavalos nas nucas de outros cavalos”; nós de tensão desse mundo doido, onde encontra inspiração.

E na coincidência com o Dia dos Namorados (a vernissage aconteceu no último dia 12 de junho) pintou a série, “Namoro, teu jeito tamanho” - mais jogo do embate técnico-criativo, com 10 desenhos exclusivos sobre papel artesanal, que não vão parar na parede, mas estarão no cyber espaço, no site da Elf e no blog do artista. É a primeira virtual dele e da galeria, para quem gosta e namora de forma não convencional.

E, por fim, o começo: “Como entra sai...” é a série de telas, trabalhadas em acrílica, frases, palavras, massa, cola e outros materiais com os quais P.P. se sente mais feliz, atiçado e à vontade, futucando o instante primordial da criação, do frio na barriga, do zunido e da coragem de entrar e romper o barulho. A série vai para a parede da Elf, mas num pirulito, quer dizer, numa pequenina mostra de tudo o que ele vem criando sobre tela, só para atiçar nós.
Fonte: Guiart. Conheça mais o Guiart.
Fonte da Fonte: ASCOM/ Elf Galeria

terça-feira, 15 de junho de 2010

Blog de cara nova

Amigos, depois de ver as opções resolvi mudar de design. Já estava um tempo e mudar sempre é bom. Primeiramente escolhi um modelo mais recalcado, simples, mantendo a linha do anterior. Achei muito careta e aí resolvi mudar para este aqui.

Alguma coisas mudaram mesmo, alguns gadgets, estão lá em baixo, como os "seguidores", por exemplo. Além de notícias, espaço para recados, as propagandas.. ou seja, vale a pena ver até o final o blog.
Gostaram?
Espero ter um retorno das pessoas que passam por aqui de quando em vez para opinarem sobre o quepodemos melhorar.

Durante este tempo vou experimentar outras coisas aqui...

sábado, 12 de junho de 2010

[Re]Postagem: Artes em Educação

por Jenny Horta

Amigos, conforme postagem anterior, estou a partir de hoje um novo canal, intitulado "Vale a pena postar de novo" e para estréia (re)posto aqui um artigo que desde que li achei super interessante. O texto é da colega Jenny Horta, que reproduzo na íntegra:
Artes em Educação


Este é um dos meus pintores preferidos: http://www.jan-toorop.com/home/

Considerações sobre o Papel das Artes na Educação

A arte pode representar a realidade vista pelo indivíduo ou ainda a forma como este gostaria de percebê-la. Ao se “fazer artista”, o indivíduo liberta-se das amarras sociais e pode sobretudo criar, num verdadeiro sentido de amplitude e liberdade. Este processo de criação executa um exercício intelectual e aflora a sensibilidade daquele que cria, apurando-lhe o senso crítico, a estética, a capacidade de observação e a auto-análise e articulação entre o objeto e seu imaginário.

As variadas modalidades de expressão artística possuem ainda características singulares de estabelecimento da comunicação com os demais indivíduos.

Portanto, a arte tem a função de desenvolver as potencialidades, contribuindo para a formação da consciência crítica do indivíduo, de sua visão de mundo, seu lugar e seu papel na sociedade, inserido em sua cultura e sentindo-se parte dela. Ao relacionar-se com a arte de forma transdisciplinar, auxilia também na compreensão de conteúdos de outras áreas.

Ao relacionar artes e comunidade, faz-se necessário inicialmente indagar a que comunidade se refere, dada a pluralidade cultural existente, não só na escola, como nos bairros e ruas de nosso imenso país, traduzido na diversidade de nossos relacionamentos diários.

O aspecto de maior relevância é observar que a arte permite a aproximação de indivíduos, mesmo de culturas mais distintas, pois o fazer artístico torna-se humanizador ao recriar manifestações artístico-culturais determinadas.

A arte portanto pode e deve contribuir para o entendimento e atuação diante dos problemas vitais da sociedade e favorecer a tolerância entre as diferenças. Neste contexto, as escolas se inserem, possuindo características diversas e singulares e deve-se buscar nas características individuais, com a participação da comunidade, desenvolver atividades de aprendizagem artística e estética objetivando o inter-relacionamento de indivíduos, mesmo em suas diferenças.

A relação da arte com o processo ensino-aprendizagem deve levar o aluno a situar-se partindo de sua experiência individual e em contrapartida levar a criação grupal em busca de objetivos comuns. Ao organizar essa criação, a escola não pode separar as experiências do cotidiano coletivo e individual e deve apresentar sempre propostas que incluam o universo cultural dos jovens e permitam a ampliação de seu repertório estético e cultural, diante da universalidade da arte.

O respeito pelo próprio trabalho e pelo dos outros, a ato de investigar possibilidades, a paciência para alcançar resultado, para enfrentar as situações adversas que ocorrem no trabalho criador, respeitar as diferenças de habilidades dos colegas, saber argumentar nas discussões, conseguir concentrar-se nos trabalhos são atitudes necessárias para a criação e apreciação artísticas.

É importante que o professor descubra como comunicar-se com os alunos evidenciando a importância dessas atitudes no desenrolar do trabalho.

Vale finalmente ressaltar que os PCN não devem servir como um mero manual técnico, mas como um rico orientador e instrumento de apoio à prática escolar na área de artes, onde o principal é tê-la como atividade produtiva, comunicativa e sobretudo criativa no auxílio da aprendizagem e formação dos educandos.

Bibliografia:

PCN, Parâmetros curriculares nacionais : arte /Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília : MEC /SEF, 1998.

FISCHER, E. A necessidade da arte. Rio de Janeiro: Zahar, 1976:12

Jenny dos Santos Horta

Pedagogia – UNIRIO- Cederj

Polo: Niterói matr.: 20081608968

Link para esta postagem original: http://melhorart.blogspot.com/2009/10/artes-em-educacao.html

Para conhecer o novo blog de Jenny Horta: http://aprendizagemdigital.wordpress.com/

sábado, 5 de junho de 2010

Vale a pena postar de novo?

Desde começo do ano, antes mesmo de nosso blog aniversariar, pensei em criar um novo canal, intitulado "Vale a pena postar de novo", onde, como o próprio nome sugere, a ideia é postar novamente, coisas do arquivo do blog que de repente, merecem ir para o topo da fila. É que muitas vezes as postagens antigas ficam desprestigiadas. Além de também criar um espaço de troca, ou seja, [re]postar também, coisas de outros blogs com seus respectivos links e com isso, proporcionar mais visitas a estes blogs. Inclusive outros blogueiros poderiam sugerir coisas para eu repostar aqui.

O canal pode ser chamado também de "RePost", "Repostagem", "Post dE noVo" etc. Ainda quero amadurecer esta ideia antes de colocá-la no ar. Para isso conto com o auxílio dos visitantes,que só aumentam, que bom. Estamos sendo muito visitados, nosso números são realmente animadores especialmente ao número de seguidores que também aumentou. Pena que tais números ainda não são refletidos em números de comentários. Mas tudo bem, sei que isto é com o Tempo.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Prêmio Funarte de Composição Clássica

Aos colegas compositores, divulgo aqui o edital para interessados em inscrever uma composição no Prêmio Funarte de Composição Clássica.
Leia o Edital.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

1 ano de Blog

Amigos neste primeiro ano de atividades, quero agrdecer a todos os seguidores, os que visitam e especialmente aos que comentam, fazendo deste espaço, lugar de Ideias em Arte-Educação. Neste tempo consquitamos até agora 39 seguidores, quase 7000 visitas. Pra mim, é um número bom, se levarmos em conta a proposta do blog, o pouco tempo que tenho para me dedicar, mas penso também que ainda podemos melhorar.
Vamos juntos trocar Ideias em Arte-Educação

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Porque é importante Arte na Escola?

Amigos no dia 1º de maio, dia do trabalhador, comemoramos nosso dia. Aqui no blog Ideias em Arte-Educação, comemoro também aniversário, tendo em vista que, iniciamos esse blog nesta data há um ano atrás. Em comemoração a este aniversário, estou fazendo um concurso cultural com um sorteio de um livro (surpresa).

Para concorrer basta responder a seguinte pergunta: Porque é importante arte na escola?

A melhor resposta analisada por uma comissão (3 pessoas), ganha o livro. Garanto a vocês que é um livro gostoso de ler.